Pesquise

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Realidade dos Trabalhadores da Educação de Minas Gerais. Veja o comparativo salarial. SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MAIO


Vejam este desabafo de um professor na tv alterosa


video

http://www.youtube.com/watch?v=Sk52TWh1CDc&feature=player_embedded

"Segundo Antônio Anastasia, nenhum Estado paga o piso que o sindicato reivindica." (O TEMPO) Ele continua insistindo em mentir, pois Minas Gerais paga o 8º (OITAVO) pior salário do Brasil!

Outra mentira é o piso para 40 horas. A lei é clara e lá diz:

Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008.

http://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11738.htm

Art. 2º - O piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica será de R$ 950,00 (novecentos e cinqüenta reais) mensais, para a formação em nível médio, na modalidade Normal, prevista no art. 62 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

§ 1º - O piso salarial profissional nacional é o valor abaixo do qual a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios não poderão fixar o vencimento inicial das Carreiras do magistério público da educação básica, para a jornada de, no máximo, 40 (quarenta) horas semanais.

NO MÁXIMO É DIFERENTE DE 40 HORAS, eles fingem que não entenderam...

Art. 5º - O piso salarial profissional nacional do magistério público da educação básica será atualizado, anualmente, no mês de janeiro, a partir do ano de 2009.

Ou seja valor de R$ 950 após 2009 sempre será REAJUSTADO, pois o salário mínimo também é reajustado.

EXPLICAÇÃO:

Nas Escolas Estaduais de Minas Gerais têm PISO (salário base) de R$ 550 já com o aumento de 10% concedido por Anastasia (PSDB) e um teto (salário final) de R$ 700.

Por exemplo: nas Escolas Municipais de Congonhas têm PISO (salário base) de R$ 811 e um TETO (salário final) de R$ 1400. Já em Belo Horizonte chega a R$ 1450.

E o Governo do Estado não quis se manifestar? Com certeza, pois ele não sabe a diferença entre PISO (salário base) e TETO (salário final), mas está explicado aqui pra todos.

Cuidado quando for almoçar com o governador, pois se ele não sabe a diferença entre PISO e TETO, também não sabe a diferença entre PINICO e PRATO

http://blogembuscadoconhecimento.blogspot.com/2010/05/realidade-dos-trabalhadores-da-educacao.html

You might also like:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muito feliz em receber seu comentário...